Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

#40

Nasci para viver nas asas do amor. Nem com pouco, nem com muito, deixei-me ir na irrealidade da incerteza profunda. Abri os braços ao ar que me enchia de leveza e sorri aos cumes de montanhas que me acenavam de perto.
Soprei, o vento acalmou e tornou-se brisa, a noite virou manhã sorridente e a chuva transformou-se em cálidas lágrimas que afagavam o rosto das ninfas.
Hoje sei, mas sempre soube, que o saber não era nosso, nem do individual, na sua prece silenciosa.
Porque na escuridão ainda há uma luz que brilha, uma certeza calma brota do amanhecer e resplandece, sendo pura.

Vem a mim e consome-te.
Torna-te naquilo que um dia apenas sonhaste ser:

espuma das ondas e brisa nos cabelos.

sto ascoltando...: "Tonight" Jeremy Camp
Segunda-feira, 25 de Fevereiro de 2008

#26

perdida numa vaga e brilhante impressão que padece de falta de ser.

num mero instante, desaparece e desencanta.

[Humanidade]


sto ascoltando...: "Goodbye Apathy" One Republic

#su di me

#ricerca su questo blog

 

#post recenti

# #40

# #26

# #16

#tag

# todas as tags

#preferiti

# Sufoco?

# MUDANÇA (na minha vida).....

# UM PEDIDO ESPECIAL

# BE HAPPY!!!

# É assim...

# Para mim...

# Um devaneio de Shakespear...

# " Olhaste-me por dentro "

# ode a ti

#archivi

blogs SAPO

#sottoscrivere feed